Home

GUANHÃES
Cheirinho de quitandas

Nada como uma boa padaria, com aquele cheirinho bem característico, para despertar o desejo enorme de tomar café bem quente. E, claro, comer pão com manteiga, bolo e quitandas. Em Guanhães, a 244 quilômetros de Belo Horizonte, os irmãos Antônio, Carlos e Jerônimo Lopes aprenderam com os padeiros antigos da cidade os segredos do biscoito amanteigado, que, mal sai do forno, já encontra muita gente à espera. Com água na boca, lógico! A Padaria Katuta, no Centro, é realmente um point de delícias. Antônio explica que, além de saboroso, o biscoito amanteigado é decorativo, vai bem nas festas de aniversário ou no lanche diário. “Fica bonito dentro de vasilhas de vidro transparente. Tenho fregueses que os mantêm sempre sobre a mesa como se fossem adorno”, orgulha-se. Um dos detalhes que fazem a fama – e a diferença – do produto está na massa seca, que recebe uma “molhadinha” de manteiga. Como é impossível ficar só no primeiro, o melhor é embalar para viagem. Pelas recomendações, o biscoito amanteigado dura 20 dias, se guardado em lugar fresco e seco.

Como fazer Biscoitos amanteigados

Bata o açúcar, os ovos, um quilo de manteiga e o corante, até obter um creme. Misture os demais ingredientes até dar ponto de enrolar. Modele os biscoitos, que podem ser retorcidos ou em forma de rosquinhas. Não é necessário untar a fôrma, que será levada ao forno durante 20 minutos, numa temperatura de 180 a 200 graus. Assim que estiver assado, derreta 200 gramas de manteiga, coloque os biscoitos em uma bacia e jogue a manteiga sobre eles, balançando bem a bacia. Finalmente, polvilhe com açúcar refinado. Rende, aproximadamente, cinco quilos.

Receita fornecida por Antônio Pimenta Lopes, de Guanhães

Ingredientes:

 1,5 kg de açúcar
 3 kg de farinha de trigo
 15 ovos
 1,2 kg de manteiga
 500 ml de leite
 20 g de coco
 Corante amarelo-gema (opcional - a medida é uma tampinha do vidro)
 1,5 kg de amido de milho
 200 g de fermento em pó

Onde ficar:

Xiku’s Hotel
(33) 3421-1421