Preciosidades prateadas

Quem acredita que nossa equipe não tem mais novidades para garimpar pelas cozinhas do estado pode rever sua crença. Na gostosa cidade de Lagoa da Prata, além das muitas delicias preparadas com o ouro mineiro, o milho, e os peixes encontrados em abundância na região, descobrimos mais um tesouro histórico. Trata-se da siricaia, uma iguaria à base de leite, açúcar e ovos, parecida com um pudim, de origem indiana e trazida ao Brasil pelos portugueses. A receita, muito rara, mereceu até destaque especial nos escritos do historiador Luís da Câmara Cascudo. Curiosidade à parte, reencontramos aqui as conhecidas preciosidades de nossa culinária: gente simples e acolhedora, histórias emocionantes, hospitalidade e generosidade de dar inveja a quem vive em cidade grande e a velha relação de paixão pela cozinha. Manias de mineiro. A natureza generosa ainda brinda os visitantes com os tesouros extraídos das diversas curvas do Velho Chico, que passa bem ali ao lado. Piaba, cascudo, surubim, tilápia e traíra são os principais pescados encontrados em várias formas e sabores, assim como as diferentes quitandas à base de milho e os doces, cujas receitas viajam por gerações. E a praia na lagoa cor de prata (foto), cercada de natureza exuberante, nos dá a impressão de estarmos em férias no litoral. Sensação acentuada no entardecer, quando degustamos um desses peixinhos com cerveja gelada na orla, ou simplesmente quando caminhamos com os pés na areia, com o sopro da brisa. Os mestres das cozinhas de Lagoa da Prata aguardam sua visita para conferir suas melhores tradições à mesa e desfrutar das belezas da sua querida cidade.
Boa viagem!

Bom apetite!

 

Eduardo Avelar
Chefe de cozinha